Turismo na França: Dordonha – Perigord

Se você tiver poucos dias, um fim de semana, por exemplo, compensa – e muito – conhecer “apenas” Bordeaux e Saint Emilion. Se dispuser de mais tempo, visite a Dordonha, região também conhecida como Perigord e terra do Foie Gras, mas que oferece muito mais que boa comida.

Paisagem na estrada entre Saint Emilion e Beynac

Chateau_Beynac

Segui viagem até Beynac-et-Cazec, duas horas de estrada partindo de Saint Emilion. No caminho, paisagens belíssimas, mas nada que se compare a Beynac, uma vila medieval na colina que dá acesso ao castelo, também medieval, construído em um penhasco às margens do Rio Dordonha. É de perder o fôlego.

É o castelo da Idade Média mais bonito e melhor conservado que eu já visitei. No local foi filmado Joana Darc (Jeanne D´Arc) de Luc Besson. Em Beynac, as casas feitas de pedra se misturam às ruas, também de pedras, e dão um show a parte.

Abaixo,  sequencia de fotos da subida ao castelo passando por essas ruas e casas, e depois o castelo. 

Beynac_Dordonha

Beynac_Dordonha

Beynac_ruas

Beynac_Dordonha

Beynac_Dordonha

Castelo_beynac_dordonha

castelo_beynac_dordonha

Beynac_castelo_Dordonha

Beynac_castelo_Dordonha

Castelo_Beynac_Dordonha

castelo_beynac

A cidade também é conhecida por atrair artistas e escritores.

Almocei no restaurante Le Petite Tonnelle, construído apoiado nas rochas da colina. O menu de 21 euros dava direito a entrada, prato principal e sobremesa. http://www.restaurant-petite-tonnelle.fr.

Na França – e mais ainda no interior – o costume é almoçar por volta das 13 horas. Normalmente, às 14 horas as cozinhas já estão fechadas e não se serve mais a comida, não adianta insistir. Programa-se para chegar nos restaurantes até umas 13h30.

A poucos quilômetros de Beynac se encontra outra cidade medieval, Sarlat-la-Caneda. No centro antigo se misturam construções medievais e renascentistas. É a cidade francesa, dizem, com mais prédios tombados pelo Patrimônio Histórico.

Place de la Liberté (Praça da Liberdade) em Sarlat
Place de la Liberté (Praça da Liberdade) em Sarlat
Sarlat_França
Place de la Liberté de outro angulo

Passando o aqueduto, segui as indicações “centro”. Em lugar de parar o carro em um dos bolsões de estacionamentos, eu dei sorte, e sem querer, estacionei na rua atrás da Place de La Liberté, um dos principais pontos turísticos, onde está a Eglise Sainte-Marie, restaurada e transformada em um mercado coberto.

Sarlat_França
Uma das lojas de Foie Gras da cidade, centro de delicatessens para compras de produtos regionais

Sarlat está cheia de lojas de delicatessen de produtores regionais vendendo trufas e foie gras. É um verdadeiro parque de diversões para aqueles que gostam de comer bem e fazer compras gastronômicas. Os gansos ganharam até uma praça na cidade, a Praça dos Gansos (Place aux Oies).

Sarlat_França
Construções renascentistas e medievais se misturam na cidade

Apesar de levar comigo um roteiro das principais ruas em que tinha que ir, acabei não usando. Me perdi por suas ruas estreitas, caminhando e admirando sua arquitetura.

Sarlat_França

 

Sarlat_FrançaSarlat_França

 

DSCF9671

Como a maioria dos turistas faz, eu visitei Sarlat por algumas horas, comprei produtos locais e segui viagem. Se eu já não tivesse reservado hotel em Brantome, teria dormido em Sarlat pela sua beleza e o centro gastronômico que é.

O roteiro ficaria perfeito se eu tivesse feito uma noite em cada uma das cidades: Bordeaux, Saint Emilion, Sarlat e Brantome.

Perigueux, capital da região do Perigord, por sua localização central, pode ser uma boa opção de hospedagem se você não quiser ficar mudando de hotel. Mas é uma cidade grande, e ainda que seu centro histórico seja bonito, é pouco atrativa se comparada aos outros locais visitados.

 

5 comentários em “Turismo na França: Dordonha – Perigord

  1. Olá! Parabéns pelo post! Muito bem explicado.
    Estou programando uma viagem em maio de 2016 para essa região e pensei em fazer exatamente o que vc sugeriu, uma noite em cada cidade: Bordeaux, Saint Emilion, Brantome e Sarlat. Vc começou seu passeio onde? Vc alugou carro e traçou essa rota?
    Gostaria de algumas dicas.
    Muito obrigada
    Priscila

    1. Oi priscila, eu aluguei um carro pela internet para retirar no aeroporto de Bordeaux, onde chegava meu voo. Se vc for do Brasil, veja opções tanto via Paris como Madri. Dormi a primeira noite em Bordeaux e de la segui para Brantome. Sai pela manhã e no caminho parei em Sarlat e Beynac (não deixe de visitar o castelo de Beynac, é incrível). A viagem valeu muito a pena. Além dos lugares serem lindos, você come muito bem e toma bons vinhos a preços justos. Depois de Brantome, eu fui direto para o aeroporto de Bordeaux e devolvi o carro lá. Fico feliz que vc tenha gostado. Se precisar de alguma dica ou quiser ajuda com o roteiro é só me escrever!

      1. Obrigada pelo retorno.
        Farei exatamente isso, pegarei o voo de Paris direto para Bordeaux, alugarei o carro e farei uma noite em cada uma dessas cidades.
        Já anotei a dica do castelo. 👌🏻👌🏻
        Qualquer dúvida chamo vc.
        Valeu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s