Amsterdam conquista meu estômago / Amsterdam seduces my stomach  

Voltei a Amsterdam depois de 17 anos. Pouca coisa mudou. O Holandês ainda é muito simpático e sociável. A bicicleta, que em 1997 já era o principal meio de transporte, continua predominando nas ruas da Veneza do Norte. Hoje tem internet grátis no aeroporto e em diversos lugares da cidade, sem necessidade de preencher cadastros chatos, criar nomes de usuários e senhas…

DSCF7814Bicicleta 1

Um dos inúmeros canais da cidade
Um dos inúmeros canais da cidade

Amsterdam Park

Mas o que me surpreendeu positivamente foi a comida. Comi muito bem. Não sei se porque realmente a culinária na Holanda evoluiu ou se na minha primeira visita optei por comidas rápidas e baratas. Na época eu tinha acabado de terminar o 3o colegial, hoje ensino médio, e ainda vivia de mesada. Amsterdam além de belíssima, hospitaleira e sede do Museu Van Gogh, me reconquistou pelo estômago. Vale ressaltar que, em todos os restaurantes em que estive, as cozinhas são abertas e em dois deles – Balthazar e Envy – se misturam às mesas dos comensais.

Restaurante Balthazar 2Bakthazar’s Keuken. Esse restaurante além de pequeno, só abre à noite. Portanto nem pense em aparecer por lá sem fazer reserva. Não tem carta, mas um menu diário composto de entradas, prato principal – carne ou peixe – e sobremesa. A entrada era marisco com molho de tomate, escargot, mousse de queijo, pão e manteiga caseira. Estava tão delicioso que eu pedi para repetir. De prato principal escolhi o veado, saboroso e no ponto certo, com um pouco de sangue. 32 euros por pessoa / menu de três pratos. Endereço: Elandsgracht 108. Telefone: 020 420 2114.

Brasserie Keyzer. Localizado no centro de Amsterdam e ao lado do Museu Van Gogh. Tente conciliar as duas coisas. Eu fiz reserva para uma da tarde e comprei as entradas para o Van Gogh pela internet para às 15 horas (ou seja, não tive que encarar a enorme fila de turistas na porta do museu. Em menos de 3 minutos já estava nas salas de exposição). Voltando ao restaurante, em um país e uma cidade rodeada de água é claro que se come muito peixe e frutos do mar, e eles predominam no cardápio dessa Brasserie. Comecei pelos clássicos camarões alho e olho, perfeitos, e depois linguini com frutos do mar. O prato era enorme, bem servido, e tudo muito fresco. A cerveja belga Duvel foi uma combinação perfeita. Para encerrar com chave de ouro pedi a típica torta Holandesa de maça. Endereço: Van Baerlestraat 96. Telefone: 020 675 1866

The Seafood Bar. Com uma carta de frutos do mar, peixes frescos, lagosta e caranguejo, o local me chamou atenção pelo Bloody Mary, servido acompanhado de uma ostra. Havia fila na porta para a hora do almoço. Mesmo com reserva, me pediram para esperar. Acabei sentando no bar e comendo minha refeição de camarão e mariscos ali mesmo. Endereço: Van Baerlestraat 5. Telefone: 020 670 8355.

Almoço no Keyzer e visita ao Van Gogh

 

Entrada do Envy
Entrada do Envy

Envy. A frente deste restaurante é toda de vidro e ao abrir a porta você está praticamente dentro da cozinha, separada das mesas por um balcão, também de vidro. O que valeu muito a pena aqui foram as tábuas de queijos e embutidos holandeses.Os pratos são baratos, mas pequenos, o que possibilita experimentar mais de um. O próprio garçom sugere como mínimo dois pedidos por pessoa. De primeiro prato comi o camarão (é, amo camarão), que estava fantástico, e de segundo uma carne, que estava sem gosto. Endereço: Prinsengracht 381. Telefone: 020
 344 6407

 

 

Amsterdam seduces my stomach 

More than 17 years later, I went back to Amsterdam. Little has changed. People are still very nice, open and sociable. In 1997, bicycle was already a very popular way of transport among Amsterdammers, so is today. Free Internet Access is offered in the International Airport and in many places in the city, but the system does not bother you asking to enrol for it, create logins and pin numbers.

Um dos inúmeros canais da cidade

Amsterdam Park

But what surprised me mostly was the food. I ate deliciously there. Not sure whether the quality of restaurants has improved or if I opted for cheap and quick meals during my first stay. At that time I had just graduated from high school and was supported by my father. The fact is: in addition to its beauty, hospitality and to host a Van Gogh Museum, Amsterdam seduced my stomach. It is important to mention that in all restaurants I have been, kitchens were opened and in two of them – Balthazar and Envy – they are almost in the middle of the restaurant.

Restaurante Balthazar 2Bakthazar’s Keuken. It is a small restaurant opened just for dinner. So do not go without reservation. There is a fixed menu that changes daily and is composed by starters, main dish– meat or fish – and dessert. When I was there, they served mussels with tomato sauce, cheese mousse and bread with home made butter as starters. I asked a second round! For main, I had veal – yummy and perfect cooked. The menu price: 32 euros for each. Elandsgracht 108. Phone: 020 420 2114.

Brasserie Keyzer. Localizado no centro de Amsterdam e ao lado do Museu Van Gogh. Tente conciliar as duas coisas. Eu fiz reserva para uma da tarde e comprei as entradas para o Van Gogh pela internet para às 15 horas (ou seja, não tive que encarar a enorme fila de turistas na porta do museu. Em menos de 3 minutos já estava nas salas de exposição). Voltando ao restaurante, em um país e uma cidade rodeada de água é claro que se come muito peixe e frutos do mar, e eles predominam no cardápio dessa Brasserie. Comecei pelos clássicos camarões alho e olho, perfeitos, e depois linguini com frutos do mar. O prato era enorme, bem servido, e tudo muito fresco. A cerveja belga Duvel foi uma combinação perfeita. Para encerrar com chave de ouro pedi a típica torta Holandesa de maça. Endereço: Van Baerlestraat 96. Telefone: 020 675 1866

The Seafood Bar. Com uma carta de frutos do mar, peixes frescos, lagosta e caranguejo, o local me chamou atenção pelo Bloody Mary, servido acompanhado de uma ostra. Havia fila na porta para a hora do almoço. Mesmo com reserva, me pediram para esperar. Acabei sentando no bar e comendo minha refeição de camarão e mariscos ali mesmo. Endereço: Van Baerlestraat 5. Telefone: 020 670 8355.

Almoço no Keyzer e visita ao Van Gogh
Lunch at Brasserie Keyzer

 

Entrada do Envy
Entrada do Envy

Envy. Its entire façade is made in glass and when you open the door you are almost in the kitchen, separated from the restaurant by a balcony, also in glass. Try the Netherlands cheeses and sausages portions. Meals are cheap, but small, which permits you trying different plates. The waiter suggested at least two plates for each. I had prawn (yes, I love it) and was delicious, and meat, that was tasteless. Prinsengracht 381. Phone: 020
 344 6407

Um comentário em “Amsterdam conquista meu estômago / Amsterdam seduces my stomach  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s