A França de Saint Emilion e Dordonha: vinho, foie gras, cidades medievais e castelos

O plano inicial era conhecer somente Saint Emilion, cidade a 47 quilômetros de Bordeaux, com mais de 900 rótulos de vinho, muitos considerados os melhores da França, os Grand Cru.

DSCF9279
Saint Emilion

No final acabei fazendo turismo pela região da Dordonha, que recebe este nome por causa do Rio Dordonha. Além de vinhos e boa comida, a viagem pelo sudoeste da França inclui belíssimas cidades medievais e castelos incrustados em paisagens bucólicas e menos turísticas que Carcassone e Avignon.

vista_chateaubourdeilles

DSCF9467

Estrada_Brantome

O roteiro de cinco dias começa por Bordeaux e segue por Saint Emilion, Beynac-et-Cazenac, Sarlat la Caneda, Perigueux e Brantôme. Todas as grandes empresas locadoras de carros (Europcar, Avis, Hertz e etc) estão no aeroporto de Bordeaux-Mérignac (http://www.bordeaux.aeroport.fr/fr/shops/renter).

Bordeaux_dordonha_Bordeaux_googlemaps

O castelo medieval de Beynac-et-Cazenac incrustrado em um penhasco do Rio Dordonha foi o local de filmagem de Joana Darc (Jeanne D´Arc) de Luc Besson.

No alto, a igreja do castelo de Beynac-et-Cazec. A imagem de capa deste post é a mesma igreja vista de outro ângulo.
No alto, a igreja do castelo de Beynac-et-Cazec. A imagem de capa deste post é a mesma igreja vista de outro ângulo.

Sarlat la Caneda é uma autêntica vila medieval que também atrai turistas por causa de sua feira gastronômica e as inúmeras lojas de foie gras.

Sarlat la Caneda

Perigueux é a capital da Dordonha e pode ser a base para se hospedar e visitar toda a região.

A Abadia de Brantome
A Abadia de Brantome

Brantome “cresceu” no entorno de uma abadia do século IX. A poucos minutos dali é possível visitar os castelos de Bourdeilles e Puyguilem, e a Grotte de Villars, uma caverna com desenhos pré-históricos.

Bordeaux

Praça da Bolsa (Place de la Bourse), Bordeaux
Praça da Bolsa (Place de la Bourse), Bordeaux

Bordeaux fica ainda mais bonita à noite, toda iluminada. Caminhe pela Esplanade de Quinconces, Quai Louis XVIII à beira do Rio Garona (Garonne) que corta a cidade, e chegue até a Place de la Bourse, de lá caminhe até a Place de Grands Hommes. Visite o Grand-Théatre e a Igreja de Saint- André, construída no século XI.

Pelo seu risoto de vieiras (Saint Jacques), a Brasserie l`Orléans foi o restaurante que eu mais gostei. http://www.brasserie-lorleans.fr

Brasserie l´Orleans
Brasserie l´Orleans
Risoto de vieiras d Brasserie l´Orleans
Risoto de vieiras d Brasserie l´Orleans
Rio Dordonha corta a cidade de Bordeaux
Rio Dordonha corta a cidade de Bordeaux

Desde Paris se pode chegar a Bordeaux de trem rápido, o TGV, que faz o trajeto em cerca de 3h15, ou de avião pela Air France, 1h05 de voo. De Madrid o voo dura 1h15 e é operado pela companhia regional da Iberia, a Air Nostrum.

Se seu interesse não for a colheita das uvas, a melhor época para visitar a região é na primavera e verão, quando tudo ganha mais vida e cor.

Nos próximos posts falarei um pouco mais de cada umas das cidades, atrações e opções de hospedagem e restaurantes.

5 comentários em “A França de Saint Emilion e Dordonha: vinho, foie gras, cidades medievais e castelos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s