Vinho do Porto não é licor!

O Vinho do Porto salvou a minha vida!

Dos quatros dias na cidade do Porto, três choveram muito e ininterruptamente! Não fosse o vinho do Porto e o bacalhau, teria ficado louco.

De um lado do Rio Douro está o Porto e do outro a Vila Nova de Gaia. Na teoria são cidades diferentes, mas na prática é tudo Porto. Se você conhece Paris, seria como se a margem direita do Sena fosse Porto e a esquerda Vila Nova de Gaia.

Elas são ligadas pela Ponte Luís I, cartão postal do Porto. Ao cruzar para o outro lado do Rio Douro, encontramos em Vila Nova de Gaia os armazéns dos produtores de Vinho do Porto.

Vista do Porto desde Vila Nova de Gaia
Vista do Porto desde Vila Nova de Gaia
Cidade do Porto e Ponte Luís I
Cidade do Porto e Ponte Luís I
Vista de Vila Nova de Gaia desde o Porto. Na imagem se pode ver os telhados dos armazéns e o The Yeatman Hotel.
Vista de Vila Nova de Gaia desde o Porto

Graham’s, Taylor’s, Sandeman, Offley, Andresen, Valdouro, Real Companhia Velha, Casa Ferreira, Wiese e Krohn (Porto Valdouro, facilmente encontrado nas prateleiras brasileiras) Dow`s e Quinta do Noval estão todos lá em Vila Nova de Gaia e, além de comprar as garrafas direto dos produtores, podemos fazer degustação. 

Nem precisa levar os endereços dos armazéns, andando pelo cais de Gaia você naturalmente encontra todos eles.

A maioria das marcas tem nomes ingleses porque os proprietários são britânicos. Os armazéns se instalaram em Vila Nova de Gaia por ser a porta de saída do Douro para o Atlântico, e mais fácil de exportar.

Os produtores de Vinho do Porto se concentram todos em Vila Nova de Gaia
Os produtores de Vinho do Porto se instalaram em Vila Nova de Gaia
Offley em Vila Nova de Gaia
Offley em Vila Nova de Gaia
Sandeman em Vila Nova de Gaia
Sandeman em Vila Nova de Gaia

Os vinhedos em forma de terraço estão todos no Vale do Rio Douro e afluentes. No próximo post falarei sobre as opções de cruzeiros pelo Douro, além de algumas sugestões de atrações e restaurantes na cidade do Porto.

Não conhecia o produtor Quinta do Noval e, portanto, foi por onde comecei minha degustação. Pouco conhecido pelos brasileiros, está entre os melhores do mundo junto com o Dow`s.

No século XVIII uma praga chamada Filoxera destruiu os vinhedos da Europa. Como a cepa dos vinhedos Norte Americanos era resistente ao inseto, foram feitos enxertos dela nos vinhedos europeus.

O Quinta do Noval conseguiu preservar uma pequena parte de seu vinhedo da Filoxera e assim ainda hoje é capaz de produzir Vinho do Porto com uvas 100% nacionais.

Vinhedo da Quinta do Noal em forma de terraço
Vinhedo da Quinta do Noval em forma de terraço
Degustação  de vinho do Porto na Quinta do Noval em Vila Nova de GGaia
Degustação de Vinho do Porto na Quinta do Noval em Vila Nova de Gaia
Degustação de Vinho do Porto
Degustação de Vinho do Porto

Tipos

Existem três tipos de vinhos: Branco, Ruby e Tawny.

O Tawny é envelhecido em barril, ou seja na madeira, por cerca de três anos e por isso tem cor de conhaque (e este nome, Tawny em português significa âmbar em tradução livre). Quanto mais velho, mais intenso. A partir do momento que ele é engarrafado já está pronto para ser consumido.

O Ruby é um vinho que envelhece na garrafa e tem pouco contato com a madeira, e portanto menor oxidação e um sabor mais frutado e forte.

Os brancos são sempre vinhos jovens, de três anos no máximo, e o que muda é o grau de açúcar, ou seja de seco a doce, e o grau de fermentação.

No organograma abaixo conheça a classificação do Vinho do Porto quanto a sua categoria. Vale lembrar que o vinho é doce justamente porque a fermentação é interrompida com a adição de aguardente de bagaço de uva, que ajudava a conservar o vinho.

tipos_quinta_do_noval

Agora é só escolher o seu preferido e abrir uma garrafa para acompanhar o aperitivo e outra para a sobremesa!

Mas lembre-se, vinho do porto não é licor, é vinho! A partir do momento que você abre a garrafa e oxigênio entra em contato com a bebida e começa a alterar o sabor, principalmente se for um Ruby.

Além disso, ele também deve ser armazenado deitado para a rolha não secar oxidar.

Se você gosta de roteiros de vinho e gastronômicos, que tal conhecer a Ribeira de Duero ou a Rioja? Duas importantes regiões produtoras de vinho na Espanha. Também já escrevi sobre os vinhos de Bordeaux e Saint Emilion, no sudoeste da França,

5 comentários em “Vinho do Porto não é licor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s